• banner-relogio

    banner-relogio
  • Mato Grosso, 17 de outubro de 2017
    (65) 8137-1324
  • Cotação:

    mundo

    11/10/2017 - 12:12

    Índia determina que sexo com esposa menor de idade é estupro

    Por: Deutsche Welle
    Noiva cobre o rosto enquanto aguarda sua vez em casamento coletivo na Índia (Foto: Rupak De Chowdhuri/Reuters)

    Noiva cobre o rosto enquanto aguarda sua vez em casamento coletivo na Índia (Foto: Rupak De Chowdhuri/Reuters)

    Manter relações sexuais com uma esposa que tenha menos de 18 anos de idade é ilegal, e o ato será considerado estupro, decretou o Supremo Tribunal da Índia nesta quarta-feira (11), em uma decisão histórica que afetará milhões de meninas.

    Casamentos para meninas com menos de 18 anos e meninos com menos de 21 anos de idade são proibidos na Índia, mas a prática do casamento infantil é mantida em áreas rurais e atrasadas, em meio à fraca aplicação das leis, à pobreza e às normas sociais patriarcais.

    A lei indiana considera estupro o sexo consentido com uma garota com menos de 16 anos, mas uma exceção havia sido feita para a relação sexual entre um homem e sua esposa com idade entre 15 e 18 anos.

    E justamente essa exceção foi derrubada pelo Supremo Tribunal nesta quarta-feira, explicou o ativista Vikram Srivastava, fundador do grupo voluntário Independent Thought (Pensamento Independente, em tradução livre), que foca em questões de direitos de mulheres, crianças e comunidades marginalizadas.

    “O veredicto diz que, se um homem tiver relações sexuais com uma esposa com menos de 18 anos, trata-se de um crime”, disse Srivastava. “Se a esposa menor de idade apresentar queixa contra o marido dentro de um ano após o ato sexual, a pessoa pode ser processada por estupro.”

    “Estou muito feliz com o veredicto do Supremo Tribunal. O veredicto dá um impulso à campanha nacional intitulada ‘Beti bachao e beti padhao'”, disse Srivastava, usando a fase em hindi que significa “salve a menina e eduque a garota”. O veredicto, no entanto, não será aplicado retrospectivamente.

    De acordo com um estudo de 2014 da Unicef, a Índia abriga um terço dos casamentos infantis mundo afora. A última edição do relatório de saúde familiar nacional da Índia mostrou um declínio significativo no número de noivas menores de idade – 27% das meninas indianas se casaram antes dos 18 anos em 2016, contra 47% em 2006.

    Apesar dos esforços para capacitar garotas e mulheres e endurecer penas, a Índia segue entre os dez países com as maiores taxas de casamento infantil no mundo, ao lado de Níger, República Centro-Africana, Chade, Mali, Bangladesh, Burkina Faso, Guiné, Sudão do Sul e Moçambique.

  • Ultimate SWF Flash Display Widget

    Get Adobe Flash player
  • COMENTE

    Os comentários estão desativados.